PTAM
 
 
 
- Boa noite Cadastre-se | Contato | Recomendar | Legislação | Glossário | Dúvidas Frequentes | Planos  
 
 
Quinta-feira
29 de setembro de 2016
Agora ficou muito fácil trabalhar como Avaliador Imobiliário.    Chega de cálculos complicados para encontrar as médias, efetuar depreciações, até finalmente encontrar o Valor de Mercado do imóvel avaliando.    Chega de perder tempo na hora de incluir as fotografias e de formatar o texto do parecer.    Neste portal os Avaliadores Imobiliários podem produzir os seus Pareceres Técnicos de Avaliação Imobiliária (PTAM) rapidamente, de forma automática, dentro das normas do COFECI.    Cadastre-se agora e ganhe 15 dias de acesso grátis, sem compromisso.
 

ACESSO AO PORTAL
 E-mail:
 Senha:
Esqueceu a senha? Clique AQUI
Ainda não é usuário?
Clique AQUI e cadastre-se
   -   Avaliadores (CNAI)
   -   Cartórios
   -   COFECI
   -   CRECIs
   -   Sindicatos
   -   Fale conosco

PagSeguro

       Bem-vindo ao sistema que está revolucionando a forma de produzir Pareceres Técnicos de Avaliação Mercadológica (PTAM).

       Neste portal o avaliador encontra ferramentas que agilizam e facilitam a produção de pareceres de avaliação em conformidade com as normas instituídas na RESOLUÇÃO-COFECI N° 1.066/2007, utilizando o Método Comparativo Direto de Dados do Mercado.

       A partir do preenchimento de formulários o portal interage e orienta o avaliador, passo a passo, realizando de forma automática todos os cálculos de médias e depreciações, até a finalização do parecer no formato MS-Word, pronto para ser impresso.   O sistema permite incluir no parecer fotografias do imóvel avaliando e dos imóveis pesquisados (amostras).   Os dados e fotografias inseridos pelo usuário ficam armazenados no banco de dados do portal, e podem ser utilizados na geração de futuros PTAMs.

       Os PTAMs gerados pelo portal podem ser salvos pelo usuário em qualquer mídia de sua preferência (no HD do computador, em um pendrive, em CD, DVD ou disquete). Uma vez salvos, os pareceres podem ser personalizados ao gosto do usuário, pois são gerados no formato MS-Word.

       Se você já está inscrito no Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis (CNAI) do COFECI então cadastre-se agora mesmo neste portal e garanta 15 dias de acesso grátis no Plano Demonstração, sem compromisso.

Cadastre-se agora
e ganhe 15 dias
de acesso grátis !
Quero me cadastrar já !!
Clique AQUI e conheça os valores dos nossos planos

 
DECISÃO JUDICIAL FAVORÁVEL AOS CORRETORES DE IMÓVEIS


    A batalha judicial entre corretores e engenheiros pelo mercado de avaliação de imóveis teve decisão judicial em última instância.

    A justiça promulgou sentença favorável aos corretores de imóveis, que, a partir de agora, ganham respaldo legal para emitir suas avaliações. A sentença foi emitida pela Justiça Federal em última instância e não cabem mais apelações.


Clique e saiba mais ...

 

 
Destaques
Cofeci ganha ação que assegura a realização de avaliações imobiliárias aos corretores de imóveis 
Fonte: publicidadeimobiliaria.com (13/03/2013)

Projeto atribui ao corretor a avaliação judicial do imóvel 
Fonte: Agência Câmara (27/06/2008)
 
 
   
 

       Após o período de demonstração, e se for do seu interesse, você poderá optar por um dos planos do portal (a partir de R$ 48,00) de acordo com o período que desejar.

       Mas se você é Corretor ou Gestor Imobiliário e ainda não possui o Certificado de Especialista em Avaliação Imobiliária saiba que esse é um dos setores mais rentáveis do mercado de imóveis.

       Procure o CRECI da sua região e informe-se onde realizar o curso de Avaliação Imobiliária que irá habilitá-lo a ingressar no seleto grupo de profissionais que compõem o Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis (CNAI) do COFECI.

 
 

Página Inicial | Contato | Recomendar | Legislação | Glossário | Termos de Utilização

Resolução Mínima de 1024x768 - Copyright © 2007-2016 - Todos os direitos reservados - Proibida a reprodução do conteúdo deste portal sem prévia e expressa autorização
Pirataria é crime previsto no Código Penal Brasileiro e nos Tratados Internacionais [2]